Programa de Cirurgia Torácica e Cardiovascular

 

Índices de citações
  Todos Desde 2012
Citações 2211 1043
Índice h 24 16
Índice i10 54 32
Citações dos artigos oriundos das Teses
citações
Citações dos meus artigos
Citações dos meus artigos

Fonte: Google Acadêmico

 

 ResearchID 

CitationDistribution

Total Articles in Publication List: 102
Articles With Citation Data: 102
Sum of the Times Cited: 996
Average Citations per Article: 9.76
h-index: 16
Last Updated:

 

Avaliação CAPES 2010 - 2012

Avaliação CAPES 2013 - 2016 

 

AUTOAVALIAÇÃO DO PROGRAMA

Procedimentos de Autoavaliação

Com o objetivo de acompanhar o seu desenvolvimento e seus resultados, o Programa de Cirurgia Torácica e Cardiovascular instituiu alguns mecanismos de autoavaliação no atual quadriênio, além de contar com o Processo de Autoavaliação Institucional promovido pela Universidade de São Paulo a cada quatro anos. Foi criado um banco de dados de alimentação contínua da produção intelectual do Programa por meio do Sistema SciVal, vinculado a plataforma Scopus da empresa Elsevier. A utilização do Sistema SciVal teve o objetivo de monitorar continuamente o impacto da produção intelectual, a participação discente e os resultados das medidas de internacionalização, com foco principalmente nas publicações relacionadas às Teses defendidas no Programa.
Paralelamente, com foco na avaliação da formação discente, foi montado um sistema de avaliação da qualidade e do conteúdo das disciplinas ministradas por meio de questionários aplicados aos alunos ao final de cada disciplina. Estes questionários buscam qualificar os seguintes aspectos: Carga horária; Clareza das conteúdos ministrados; Contribuição ao desenvolvimento de sua tese; Conteúdo programático; Material disponibilizado e Uso do Ambiente Virtual de Aprendizagem. Finalmente, a qualidade dos projetos de pesquisa também tem sido objeto de autoavaliação por meio da realização de Fóruns semestrais, com a participação de todos os discentes, que visam o acompanhamento e a avaliação crítica de todos os projetos em andamento no Programa.

Resultados do Processo de Autoavaliação

O Processo de Autoavaliação Institucional da USP foi realizado em 2018, sendo constituído de uma avaliação por pares, com a participação de examinadores externos à universidade. Foi realizada uma avaliação qualitativa centralizada no planejamento estratégico do Programa, nos mecanismos de avaliação de egressos e no processo de internacionalização. Com base na situação do Programa, foi considerado que: "O programa apresenta objetivos claros no que tange a reestruturação de seu corpo docente, assim como ao impacto de suas publicações científicas. Por outro lado, tendo em vista ser um Programa criado e iniciado há mais de 15 anos, o Programa ainda apresenta deficiências nas suas metas e ações no que tange ao aprimoramento da internacionalização, da participação discente e de sua inserção social".
Com base nos pareceres emitidos pela avaliação quadrienal da CAPES e pela avaliação institucional da USP, o Programa ampliou as medidas de reestruturação em curso, passando também a incentivar e a monitorar a participação discente e os resultados das medidas de internacionalização. Os relatórios obtidos pelo sistema SciVal, que se encontram em anexo (Anexos: Relatório SciVal do Programa e Relatório SciVal das Publicações das Teses), mostram que a produção intelectual no quadriênio se concentrou em periódicos qualificados nos dois quartis superiores (66%), tendo resultado em uma média de 4,6 citações por artigo até a data consultada. Os artigos relacionados às Teses defendidas no Programa corresponderam a 34% das publicações realizadas e houve a participação discente ou de egressos em 81% dos artigos publicados. Além da manutenção da concentração das publicações discentes também nos dois quartis superiores (63%), destaca-se a publicação de 52% dos artigos vinculados às Teses em periódicos classificados entre os 25% melhores jornais, confirmando o efeito das medidas de reestruturação do Programa instituídas ao longo do quadriênio atual. Este fato também pode ser confirmado com relação ao aumento das publicações realizadas com colaboração internacional, que corresponderam a quase 30% dos artigos publicados pelo Programa e a 25% dos artigos oriundos das Teses defendidas no Programa.

Com relação às avaliações realizadas a respeito das disciplinas ministradas no período, destacam-se as avaliações das disciplinas de formação:
1. Disciplina "ANÁLISE CRÍTICA DA METODOLOGIA E DA ELABORAÇÃO DO TRABALHO CIENTÍFICO"
Carga horária: 9,2; Clareza das conteúdos ministrados: 9,7; Contribuição ao desenvolvimento de sua tese: 9,5; Conteúdo programático: 9,4; Material disponibilizado: 9,3; Uso do Ambiente Virtual de Aprendizagem (Moodle): 9,0.
2. Disciplina "PRINCÍPIOS DE ANÁLISE DE DADOS E BIOESTATÍSTICA"
Carga horária: 9,0; Clareza das conteúdos ministrados: 8,7; Contribuição ao desenvolvimento de sua tese: 9,2; Conteúdo programático: 9,1; Material disponibilizado: 9,5; Uso do Ambiente Virtual de Aprendizagem (Moodle): 9,4.
3. Disciplina "GERENCIAMENTO DE DADOS EM PESQUISA CIENTÍFICA"
Carga horária: 9,0; Clareza das conteúdos ministrados: 9,7; Contribuição ao desenvolvimento de sua tese: 9,1; Conteúdo programático: 9,6; Material disponibilizado: 9,8; Uso do Ambiente Virtual de Aprendizagem (Moodle): 9,5.